Blog Inteligência Emocional

Você está mesmo decidido a deixar seu atual emprego?

Se demitir
Iran Melo

Infelizmente nem todos estão em empregos que amam. Muitas vezes um emprego é, por razões óbvias, a ponte que se tem para pagar as contas. Há aqueles que têm sorte, muita sorte, e mesmo odiando seu emprego ainda lhes sobra dinheiro para, além das contas, seus caprichos, lazer, viagens, etc.

Todos já sabemos, ou deveríamos saber, que constantes mudanças de emprego mesmo em igual condição financeira traz certos riscos. Dentre eles o quase certo questionamento pelo próximo empregador do porquê de tantas mudanças, quais os reais motivos de nunca PARAR num determinado lugar. Onde está o problema? E quando a tentativa de explicação torna-se um emaranhado de justificativas, é quase certo que você esteja em maus lençóis.

Então, se você está descontente com seu trabalho atual aqui vão algumas dicas úteis sobre como lidar com a situação quando “se demitir não é uma opção”.

•    Não se queixe. Concentre-se nos pontos positivos e tente pensar em como você é privilegiado por estar empregado, com todos os seus benefícios como FGTS, 13º, férias etc. Ter uma clara visão do seu local de trabalho, evitar que pessoas problemáticas, cercar-se de boa energia emitida por aquelas pessoas produtivas, vai proporcionar-lhe um melhor estado de espírito ao longo do dia.

•    Escolha uma perspectiva melhor. Lembre-se que este trabalho não é permanente. Mudar de emprego a cada poucos anos tornou-se muito comum, então não ponha na cabeça que você será infeliz para sempre.

•    Seja um trabalhador melhor. Em vez de desperdiçar seu tempo se sentindo infeliz, melhore suas habilidades. Tire proveito de programas de treinamento, se sua empresa lhe oferece, invista parte de seus recursos em sua capacitação. Encontre uma maneira de abrir a sua mente para novos conhecimentos e perspectivas que o inspirem.

•    Defina metas ao decidir procurar um novo trabalho. A melhor maneira de passar por um momento difícil é definir metas para o futuro próximo. à medida que as metas forem sendo atingidas você se sentirá mais seguro ao ter algo factível a apoiar as suas decisões.

•    Tenha uma razão legítima para sair do seu posto. Algumas discordâncias com a gestão ou desentendimentos com colegas de trabalho, não podem ser motivos justificáveis para deixar seu emprego. Entenda que as pessoas são únicas, têm formações e aspirações diferentes. Aproveite estas diferenças para aprender mais sobre resiliência, humildade e adquirir novos conhecimentos.

•    Não se demita por impulso. Um dos maiores erros que cometem os empregados é o de pedir demissão no calor da discussão ou do mal estar. Não é por que o seu trabalho foi criticado, sua apresentação foi um fracasso ou aquela tarefa não saiu a contento, que você não serve para empresa. Quando receber uma crítica por um erro cometido lembre-se que são apenas negócios, nada pessoal. Enxergar as coisas por este lado ajudará muito a entender as razões de alguns episódios ocorridos em sua vida profissional.

Assuma a responsabilidade por sua própria felicidade! Vá trabalhar onde você quer, mas antes se conheça melhor!

Sobre o autor

Iran Melo

Iran Melo

Administrador de Empresas e Palestrante. Expert em Auditoria Empresarial, Comex e Logística Internacional, atua como gestor na MR2 Menswear em em Fortaleza - CE. Suas formações em Coaching, Mentoring e PNL lhe dão as credenciais necessárias para disseminar e compartilhar o conhecimento e as boas práticas de gestão. Sua missão está fundamentada no compromisso em ajudar e inspirar as pessoas a reconhecer e desenvolver suas habilidades em benefício de si mesmas e de outras pessoas através do amor, compaixão, integridade, ética, sabedoria e ausência de julgamento.

Deixe umComentário