Blog Inteligência Emocional

Conheça seus inimigos e os elimine de uma vez.

Sem Título-1
Iran Melo

Um inimigo mesmo rastejando, continua sendo uma ameaça. É preciso continuar a combatê-lo de forma constante até eliminá-lo por completo.

Chamou a minha atenção a frase acima ao assistir ao filme Leões e Cordeiros, protagonizado por Tom Cruise no papel de um jovem senador americano e Meryl Streep interpretando uma jornalista. O filme fala de política, da guerra e combate ao terror. Nada a ver com os “inimigos” que nos perseguem e impedem nossas vitórias, fazendo com que ajamos com mediocridade por medo de enfrenta-los e abatê-los. De vez!

Não falo de pessoas, ainda que tenhamos a tendência em elegê-las e apontá-las como a causa de nossos fracassos e insucessos. Refiro-me aos “inimigos” interiores, muitos imaginários, que se instalam silenciosamente em nossas mentes e lá permanecem por muito tempo. São esses “inimigos” que nos impedem de crescer na vida, superar obstáculos, conquistar a carreira profissional sonhada e desejada desde cedo e ser feliz. Por mais difícil que seja admitir, acabam tornando-se parte de nós e controlando nossas ações e atitudes.

Alguns deles são poderosos, devem ser identificados e combatidos incansavelmente. Conheça aqui os mais comuns inimigos à sua evolução profissional e também pessoal.

A falta de habilidade para lidar com conflitos.

Pessoas com essa característica agem de forma agressiva, alteram a voz, não deixam que os outros exponham suas ideias e opiniões, são impacientes e cheias de razão. Ignoram que os conflitos são parte das relações humanas, principalmente no local de trabalho e que a falta dessa habilidade causa danos nos relacionamentos progredindo quase sempre para um conflito maior.

O caminho para adquirir esta habilidade é aprender a ser assertivo, analisar as ocorrências de forma fria e com base em dados e informações consistentes o que levará quase sempre ao encontro das melhores soluções.

Pessimismo.

Sabe aquele momento em que algo novo e ousado precisa ser feito para mudar o rumo das coisas, o é hora de encarar uma nova estratégia de negócios para melhorar o posicionamento de sua empresa no mercado e aumentar o faturamento e nessas horas surge no seu subconsciente uma “vozinha” repetindo e azucrinando o tempo todo que não vai dar certo? Pois bem, esse é o pessimismo que o está conduzindo a ver as coisas piores do que são.

Enxergar as coisas por um novo prisma ampliando seu campo de visão, procurando ver a situação de fora e adotar o pensamento positivo constante como uma regra imutável em sua vida é a forma mais eficaz de combater o pessimismo.

Procrastinação.

Há muitas formas de chegar ao fracasso; preguiça, pessimismo, descrença são algumas delas. Mas, é a procrastinação a maior causa dos insucessos. As pessoas com essa característica sabotam a si mesmas com suas desculpas para não fazerem o que precisa ser feito no tempo certo. Desculpas como “amanhã terei mais tempo”, “no final de semana estarei mais inspirado” ou “depois de uma noite de sono terei novas ideias”, são na verdade os motivos que elas encontram para não cumprirem suas tarefas.

Quer saber se você é procrastinador? Pergunte-se se você diz mentiras para si mesmo. Se a resposta for positiva, aja imediatamente para mudar esse comportamento.

Insegurança.

Quando você se isenta de tomar uma decisão ou opinar sobre uma nova forma de ação e trabalho na sua empresa, não é a imagem de prudência que você está passando, mas, sim, a de medo. Esta é uma característica explicada pela incerteza quanto às consequências que uma mudança produz.  Manter o emprego atual parece ser mais importante que ousar, sugerir ou trabalhar com afinco para uma grande mudança. A incerteza quanto à continuidade no seu posto de trabalho, seu salário garantido ao final de cada mês e o medo de não se recolocar novamente caso seja a demissão inevitável, completam o perfil do profissional inseguro.

A insegurança só será eliminada através do aprendizado e aperfeiçoamento constantes. Todo profissional precisa ter em mente que aonde ele for, estará levando conhecimento, aprendizado, recursos que podem ser úteis à outras empresas.

Então, ao conhecer melhor seus inimigos você deixará de atribuir a culpa de seus fracassos e tristezas ao seu chefe, à sua empresa, amigos, familiares ou aos seus colegas. Também deixará de culpar as circunstâncias ou a falta de oportunidades que não surgem para você – apenas para você. Tudo depende de como você vê as coisas.

Uma dica poderosa e que funciona: Vários estudos afirmam que a nossa mente leva de 3 a 4 semanas para adquirir um hábito. Sugiro que todos os dias, durante 4 semanas, antes de sair ao trabalho, poste-se diante do espelho e trave uma diálogo consigo e com seu subconsciente. Perceba se seus dois “eu´s” estão alinhados e concordantes. Se ouvir por um segundo sequer aquela “vozinha” derrotista, elimine-a e certifique-se que o seu desejo e determinação em fazer o melhor prevaleça.

Sobre o autor

Iran Melo

Iran Melo

Administrador de Empresas e Palestrante. Expert em Auditoria Empresarial, Comex e Logística Internacional, atua como gestor na MR2 Menswear em em Fortaleza - CE. Suas formações em Coaching, Mentoring e PNL lhe dão as credenciais necessárias para disseminar e compartilhar o conhecimento e as boas práticas de gestão. Sua missão está fundamentada no compromisso em ajudar e inspirar as pessoas a reconhecer e desenvolver suas habilidades em benefício de si mesmas e de outras pessoas através do amor, compaixão, integridade, ética, sabedoria e ausência de julgamento.

Deixe umComentário