Blog Gestão Empresarial

Como Construir Uma Relação De Confiança no Ambiente de Trabalho

Relação de confiança
Iran Melo

Além das perdas financeiras, uma empresa que não se concentra em promover relações de confiança em seu ambiente, perde competitividade e aumenta as possibilidades de fracassar.

A construção da confiança no local de trabalho é um desafio para empresários e gestores. Funcionários que confiam em seus patrões desempenham suas atribuições com mais vigor, produzem melhor e sentem-se parte da organização.

O sucesso de um negócio pressupõe autoconhecimento, planejamento estratégico, estudo de mercado, gestão eficiente, pessoal adequado e qualificado às diversas funções, além de talentos, aptidões e competências que precisarão ser aprendidas continuamente. É imprescindível perseverança e determinação para não se deixar esmorecer ante as barreiras que surgem ao longo do caminho. No entanto, há algo que poucas empresas e seus gestores dão a devida importância: A construção da confiança nas relações de trabalho.

A confiança gera sentimento de pertencimento, unifica os diferentes departamentos de uma empresa, determina o seu crescimento, mantém o negócio alinhado e em constante evolução. Quando há confiança entre os funcionários, colaboradores, fornecedores e gestores em diferentes níveis, naturalmente assegura-se a implementação contínua de planos e, por conseguinte, aumentam as possibilidades de acerto e sucesso.

O que produz a falta de confiança?

As empresas que não são baseadas na confiança sofrem de vários problemas operacionais e organizacionais. É normal adiar-se a tomada de decisão quando uma das partes interessadas demonstra não confiar nos outros quando se trata de agir para o bem maior da empresa. Não é incomum encontrar empresários e gestores que por falta de confiança nos seus pares, deixam de auferir bons resultados, alguns a curtíssimo prazo.

Os sentimentos negativos dominam o ambiente de trabalho onde a falta de confiança é a tônica. Não cria motivação para que os funcionários trabalhem duro, porque eles não confiam que a gestão irá recompensá-los adequadamente pelo seu trabalho e resultados positivos. Como consequência, a produtividade é baixa e deficiente, cheia de erros e retrabalhos. Poucos percebem que a imagem de uma marca sofre graves danos resultantes da falta de confiança.

Organizações com baixo nível de confiança entre pessoas e equipes são caracterizadas pela política do “é dando que se recebe”. Criam burocracias desnecessárias, estimulam brigas internas e o surgimento dos grupinhos de fofocas, agendas escondidas onde um não sabe o que o outro faz, além de reuniões intermináveis que só servem para agendar uma nova reunião. Para quê? Para resolver o que não foi resolvido ou decidido na reunião anterior.

 
Faça parte da nossa lista Vip!

Coloque seu email abaixo para ser avisado quando publicarmos novos artigos!

 

O que significa confiança para um negócio?

Quando há confiança, as coisas fluem naturalmente. O negócio continua a funcionar apesar dos muitos e grandes obstáculos comuns a qualquer empresa. A comunicação é mais fluída, os funcionários não enxergam pequenos incidentes, ou ocorrências, como coisas negativas e proporciona a criação de um ambiente de mais e melhor compreensão entre todos os departamentos. Confiança ajuda a construir fortes relacionamentos entre as partes interessadas num mesmo objetivo, no mesmo fim. Estes aspectos positivos se traduzem diretamente em maior produtividade e maiores lucros.

Os dividendos gerados por um alto nível de confiança estimulam a colaboração eficaz e a inovação, melhorando o engajamento e retenção de funcionários. Significa trabalhar com uma equipe de pessoas que entendem os objetivos de sua empresa e seus papéis. Todo mundo trabalha duro para preencher essas funções de forma eficaz, porque eles sabem que, se todos estiverem alinhados, será mais fácil conseguir atingir os objetivos. Isso inclui não apenas conhecer o seu papel, mas também como ele se conecta com os papéis dos outros. Confiança no local de trabalho se resume internalizar a ideia de que uma empresa é uma equipe de pessoas interligadas que têm de caminhar juntos para ser mais eficaz, ao invés de ilhas de indivíduos disputando posições.

Como criar um ambiente de confiança no local de trabalho?

A confiança é formada por meio de ações. Você faz o que você diz que vai fazer? Estabeleça e mantenha a integridade. Esta é a base da confiança em qualquer organização. Integridade deve vir de cima. Isto significa, entre outras coisas, o cumprimento de promessas.

Concentre-se em prover uma comunicação aberta, honesta e íntegra. Assim estará abrindo a porta para um mundo onde a confiança flui livremente entre trabalhadores e patrões. Por sua vez, o plus dessa confiança irá garantir que seus funcionários sejam produtivos, ativos e orgulhosos de trabalhar com, e para você.

Considere todos os funcionários como iguais. A confiança é estabelecida quando mesmo o mais novo dos contratados, um prestador de serviços, fornecedor ou aquele considerado o mais simples dos colaboradores sente-se importante e parte do todo.

Faça o que é certo, independentemente do risco pessoal. Todos nós sabemos intuitivamente o que é “certo” em quase todas as situações. Seguindo esse senso instintivo, e ignorando quaisquer consequências pessoais quase sempre gera respeito daqueles que nos rodeiam. Deste respeito virá confiança.

Gosto de trabalhar num ambiente onde a confiança faz parte da cultura da empresa, mas não ignoro o seu lado negro – a “confiança cega” que é caracterizada pela capacidade de confiar demais. O excesso de confiança pode ser um grande problema numa organização tanto como a ausência de confiança corrói o clima de trabalho.

Portanto, o desafio é encontrar o equilíbrio adequado. Os profissionais de RH têm um enorme papel a desempenhar na tarefa de renovar e desenvolver uma nova geração de líderes que sejam confiáveis aos olhos de sua força de trabalho.

Sobre o autor

Iran Melo

Iran Melo

Administrador de Empresas e Palestrante. Expert em Auditoria Empresarial, Comex e Logística Internacional, atua como gestor na MR2 Menswear em em Fortaleza - CE. Suas formações em Coaching, Mentoring e PNL lhe dão as credenciais necessárias para disseminar e compartilhar o conhecimento e as boas práticas de gestão. Sua missão está fundamentada no compromisso em ajudar e inspirar as pessoas a reconhecer e desenvolver suas habilidades em benefício de si mesmas e de outras pessoas através do amor, compaixão, integridade, ética, sabedoria e ausência de julgamento.

Deixe umComentário